Escola de Esportes

Um dos objetivos da Escola de Esportes é desenvolver o verdadeiro espírito esportivo que gera resultados nas quadras e na vida.

Esporte é parte da educação que seu filho recebe em casa e na escola, consolidando nas quadras o respeito, a honestidade, a iniciativa, a retidão e todos os valores que constroem um verdadeiro cidadão.

Esporte para uma educação Integral

O Colégio de Aplicação tem o compromisso com a formação integral de seus alunos, por essa razão, investe e incentiva a prática de esportes.

A Escola de Esportes do Colégio conta com uma equipe técnica capacitada, infraestrutura adequada para orientação das atividades e também se preocupa com a formação moral e ética dos seus alunos e atletas.

Todos são estimulados a praticar atitudes como respeito, honestidade, domínio próprio, iniciativa, pois acreditamos que o esporte é uma atividade que promove alegria, prazer e convívio social. Sem o espírito esportivo – fair play, o esporte não acontece de forma verdadeira.

A história da Escola de Esportes é construída também pela bem sucedida atuação esportiva de seus alunos por meio das equipes de competição. Ao longo dos anos, nossas equipes vêm conquistando espaço no cenário Municipal e Regional.

Clique aqui para aumentar a foto

Vivência Esportiva

A iniciação esportiva é realizada de forma criteriosa. Bem orientada e valoriza a experiência lúdica do jogo e da brincadeira na aprendizagem. A vivência esportiva estimula o esforço individual e coletivo dos alunos.

Modalidades

Atualmente são mais de 300 alunos praticando modalidades de iniciação esportiva, Futsal, Basquete, Vôlei, Handebol, Tênis, Ballet, Judô, Karatê, Jiu Jitsu , Muay Thai, Natação, Estimulação Psicomotora, Arte Circense e Zumba. Para o Ano de 2018 muitas novidades com a Aula de Xadrez, Ritmos e Jazz e Escola de Teatro.

“Uma criança é sempre uma criança onde quer que possa estar. Mas uma criança só é criança por uma vez… E alguns dizem que se ela não for criança que é ajudada a crescer, então ela poderá não ser o adulto que poderia ter sido.”

Flinchum